PUBLICIDADE
Topo

O Orkut, quem diria, ficou preso no Tinder

Denise Tremura

16/08/2019 17h15

Plot twist é um novo termo da comunicação moderna criado e propagado pelos jovens na web e significa reviravolta inesperada, mudança drástica de rumo para um desfecho completamente aleatório em séries, filmes, livros, novelas e vida real.

Quem acessou o Twitter na última quinta-feira se deparou com o nome "Orkut" entre os assuntos mais comentados do momento. O motivo é no mínimo inusitado: o criador da primeira rede social, um turco visionário chamado Orkut Buyukkokten, em visita ao Brasil (cidade de Porto Alegre) foi usar o Tinder e teve seu perfil bloqueado. As pessoas vendo o cara ali flertando julgaram tratar-se de um fake, denunciaram ao aplicativo de encontros e o rapaz teve seu perfil suspenso por causa das denúncias.

Para quem não sabe, o Orkut é o primogênito das redes sociais, foi o primeiro site do mundo a oferecer a oportunidade de encontrar e agrupar amigos. Sem timeline ainda, a gente entrava no perfil das pessoas para ver o que estava acontecendo, curtia fotos e deixava mensagens fofas, nada muito diferente de hoje. Por algum motivo inexplicável, o Orkut fez muito sucesso na Índia (terra do seu criador) e Brasil. No Orkut a gente votava para classificar os amigos como sexy, legal e confiável e as notas ficavam expostas no nosso perfil. Parece estranho, mas era legal. Tinha também as comunidades malucas como "Eu odeio acordar cedo" e "Não fui eu, foi meu Eu lírico". Mas certamente o maior feito do Orkut foi ter inspirado o Facebook e todas as outras redes sociais que vieram depois, inclusive o aplicativo de encontros Tinder, terceira geração das redes em que todo mundo entra ali com o propósito de se pegar.

Orkut ficou chateado por ter sido bloqueado, alegou usar o Tinder para fazer amizades (é o que todos dizemos) e foi ao Twitter reclamar do block, pedindo a ajuda dos internautas para ter o seu perfil de volta, pois estava no meio de conversas interessantes.

Logo ele, o criador disso tudo, o cara que deu início ao universo dos likes e famosinhos, o inventor do Orkut pai de todos. Logo ele, o cara, não pode usar um aplicativo de paquera porque ele é tão foda que ninguém acredita que ele é ele mesmo e faz denúncia. Logo ele teve que recorrer a uma terceira rede social pra ter sua barra limpa de novo na comunidade virtual. Inusitado, inesperado, aleatório. Isso sim podemos chamar de verdadeiro plot twist no universo das redes sociais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Denise Tremura estudou Letras, é escritora, blogueira, leitora, twitteira, youtuber, palpiteira, web influencer engajada nas redes sociais e sempre atenta ao que vira tendência.

Sobre o Blog

O que acontece nas redes sociais, principalmente no Twitter. Um bate-papo sobre tecnologia, linguagem, algoritmo, engajamento, conteúdo, memes e tudo o mais que vai parar nos trending topics.

Um Passarinho Me Contou