PUBLICIDADE
Topo

Histórico

"É simples": como as redes sociais despertaram a solidariedade aos motoboys

Denise Tremura

04/04/2020 04h00

Freepik

Existe uma categoria de trabalhadores que não entra na quarentena para garantir que possamos nos alimentar sem sair de casa: os entregadores de aplicativos. Nem todo mundo se lembra que os motoboys estão arriscando suas vidas em tempos de pandemia para nossa segurança e conforto. Um tuíte com sugestão de como ajudar esse pessoal viralizou esta semana:

Caio Lima, que mora em São Paulo, conta que teve a ideia de pagar um lanche para o entregador do aplicativo quando sua namorada viu uma iniciativa parecida no Instagram de uma amiga. Na hora ele achou a ideia incrível e resolveu postar no Twitter para tentar divulgar de uma forma mais rápida. Deu certo!

"É o tipo de ideia que você vê e tem vontade de ter tido, sabe? É simples e pode ajudar de uma forma genuína os entregadores. Sabemos que a margem de lucro deles é baixa e às vezes eles precisam fazer escolhas entre ter um lucro para levar para casa ou se alimentar. Na hora resolvi fazer o teste na minha conta e deu certo", diz Lima.

Foram mais de 300 respostas, a maioria de apoio à ideia de solidariedade na rede.

Há relatos de clientes que ajudaram os entregadores de alguma forma

E também relatos de motoboys que receberam ajuda de clientes, como quando alguém lembrou de oferecer um copo de água e ainda presenteou o entregador com açaí

Essa entregadora aproveitou a thread para desabafar

E houve quem lembrasse da importância de ajudar, seja como for

Algumas pessoas compartilharam ideias de como ajudar nesse momento de crise

E pessoas fizeram questão de pontuar o quanto a atitude do Caio foi especial

E emocionante

"Creio que em momentos de dificuldades as pessoas criam maior empatia. As pessoas param para pensar em momentos e situações que nunca havia pensado antes, se colocando mais no lugar do outro", diz Lima.

"Os criadores da ideia também comentaram e divulgaram a tag #EntregadoBem, que se trata de você doar qualquer produto para o motorista, sendo ele alimento, remédio ou produtos de higiene", finaliza.

Sobre a Autora

Denise Tremura estudou Letras, é escritora, blogueira, leitora, twitteira, youtuber, palpiteira, web influencer engajada nas redes sociais e sempre atenta ao que vira tendência.

Sobre o Blog

O que acontece nas redes sociais, principalmente no Twitter. Um bate-papo sobre tecnologia, linguagem, algoritmo, engajamento, conteúdo, memes e tudo o mais que vai parar nos trending topics.