PUBLICIDADE
Topo

Filho pula muro para ver mãe antes dela morrer de Covid; história viralizou

Denise Tremura

21/07/2020 13h45

A história de um jovem palestino que todas as noites visitava a mãe através da janela do hospital comoveu o Twitter. O tuíte de Mohamad Safa, chefe da ONG Patriotic Vision, teve mais de 170 mil curtidas e 66 mil compartilhamentos.

(O filho de uma mulher palestina infectada pelo Covid-19 subiu ao quarto do hospital para sentar e ver sua mãe todas as noites até que ela falecesse.)

Jihad Al-Swaiti, de 30 anos, escalava a parede do hospital e ficava sentado na borda da janela vigiando sua mãe, Rasmi Suwaiti, até que ela veio a falecer de Covid-19. Antes de ser infectada, ela estava em tratamento contra leucemia e passou cinco dias no hospital antes de falecer.

Um funcionário do hospital disse ao jornal britânico "The Mirror": "Ele escalou o oleoduto no prédio para chegar a um ponto para ver sua mãe, que estava no segundo andar. Ele passou a maior parte de seus dias lá, observando a condição de sua mãe do lado de fora da janela."

A imagem de Al-Swaiti na janela foi obtida pelo canal AJ+, da rede de TV Al Jazeera. A história comoveu muita gente.

(Antes de morrer de coronavírus, o jovem palestino Jihad al-Sweti costumava subir pela janela do hospital para checar sua mãe.)

(Ela deve ter sido uma mãe maravilhosa por ter criado um filho tão dedicado. Bênçãos para os dois. Descanse em paz, querida senhora.)

(Meu coração está cheio lendo isso. Perdi minha mãe (não para Covid) logo antes do bloqueio. Se ela não tivesse morrido, eu certamente teria dirigido duas horas e meia para ficar do lado de fora de sua janela em sua residência no LTC, só para que ela pudesse ver que eu estava lá. Este jovem personifica a definição de um bom filho.)

Nesses tempos difíceis de pandemia várias vezes nos pegamos comovidos com a dor do outro. Nossa geração nunca viveu algo parecido e tudo isso que está acontecendo nos aproxima de alguma forma e acaba por exercitar nosso espírito de humanidade. Tomara que o jovem Jihad encontre conforto e possa aprender a viver sem a sua mãezinha.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Denise Tremura estudou Letras, é escritora, blogueira, leitora, twitteira, youtuber, palpiteira, web influencer engajada nas redes sociais e sempre atenta ao que vira tendência.

Sobre o Blog

O que acontece nas redes sociais, principalmente no Twitter. Um bate-papo sobre tecnologia, linguagem, algoritmo, engajamento, conteúdo, memes e tudo o mais que vai parar nos trending topics.